Páginas

29 de jul de 2013

Resenha: Tenha um Pouco de Fé, de Mitch Albom


Edição: 1
Editora: Sextante
Ano: 2010
Páginas: 240


SINOPSENo princípio houve uma pergunta. - Você faria meu discurso fúnebre? E como costuma acontecer com a fé, pensei que estivessem me pedindo um favor, quando, na verdade, era eu que o estava recebendo. Em seu primeiro livro de não ficção desde A última grande lição, Mitch Albom conta a história real de uma marcante jornada de oito anos entre dois mundos - dois homens, duas fés, duas comunidades. Depois de receber do rabino Albert Lewis o pedido para fazer seu discurso fúnebre, Mitch passa a visitá-lo nos fins de semana. Ao mesmo tempo que mergulha de volta no mundo de fé que havia deixado para trás, conhece Henry Covington, um ex-traficante e ex-dependente químico que se tornou pastor e agora tenta manter em Detroit uma igreja em ruínas e um projeto de assistência a moradores de rua. Movendo-se entre esses dois mundos - cristão e judeu, branco e negro, de fartura e escassez -, Mitch observa como homens tão diferentes usam a fé de forma muito semelhante: o rabino de um bairro nobre, para receber a morte que se aproxima, e o pastor de uma periferia carente, para manter de pé a si mesmo e sua igreja. Nas realidades desiguais, questões em comum se revelam: como enfrentar as dificuldades; o que é o céu; Deus e a importância da fé. Por trás de textos, preces e narrativas de cada grupo, a unidade entre os dois mundos transparece. 


RESENHA 
Tenha um pouco de fé e não julgue pela capa!

Confesso que quando peguei este livro não esperava grande coisa dele. Quando vi ele pela primeira vez, achei que fosse um tipo de auto-ajuda ou um livro sobre alguma religião especifica, me enganei duas vezes.
Tenha Um Pouco de Fé é um livro incrível sobre um rabino chamado Rebbe, um pastor chamado Henry e um jornalista chamado Mitch.
No livro, Rebbe pede que Mitch faça seu discurso fúnebre, é algo estranho de se pedir e de aceitar, mas Mitch aceita e a partir dai conhecemos um pouco mais de Rebbe e de Mitch. A história de Henry vai acontecendo aos poucos, até chegar um ponto onde ele se faz essencial na história.

Tenha Um Pouco de Fé não é um livro sobre religião, é um livro sobre fé em vários aspectos, independente da religião, um livro sobre um discurso fúnebre, um livro forte e real. É uma história sobre a busca da fé, sobre a perda dela e sobre uma nova busca de uma fé, que se perdeu no tempo.

Julguei pela capa e me arrependi, mas super recomendo este livro, afinal, todos precisam de um pouco de fé.


2 comentários:

  1. Nossa, quero ler! Adoro esse escritor, mas não conhecia esse livro. Já está na lista.

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Markos,

    Você voltou com o blog, que bom!!!!!!
    Gostei da premissa do livro, parece ser muito interessante.
    bjs

    entrepaginasesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir