Páginas

25 de mar de 2013

Resenha: A Arte de Correr na Chuva, de Garth Stein

Edição: 1
Editora: Ediouro

Ano: 2008
Páginas: 302


SINOPSEQuando Denny resolve adotar um cão para lhe servir de companhia, percebe imediatamente que o destino lhe enviou um amigo especial. O amigo de Denny - Enzo - estará com ele nos melhores e piores momentos de sua vida, pois sabe que seu dono é um vencedor. Enzo é um cão, um cão com uma alma marcada pelo tempo. Denny é um piloto de grande talento, que encontra nas pistas de corrida sua verdadeira vocação. Mas a vida pode apresentar curvas acentuadas e dificuldades a serem superadas no percurso. Um livro que tem muito a nos ensinar sobre amor, tragédia, redenção. Do jeito que só um cão poderia narrar.


“Existem tantas coisas que são ditas sem uma palavra. Existem tantas coisas que são ditas com olhares e gestos e sons.”


RESENHA: Enzo sabe que é diferente dos outros cachorros: um filósofo com alma humana. Ele foi educado assistindo aos programas do canal National Geographic e ouvindo todos os conselhos de seu dono, Denny Swift, um piloto de corridas. Por causa de Denny, Enzo adquiriu uma grande percepção da condição humana e aprendeu a administrar a vida como em uma corrida de Fórmula 1, onde nem sempre a velocidade é a melhor estratégia.
Logo no primeiro capítulo somos apresentados a um Enzo velho e donte, fazendo uma retrospectiva de sua vida, sofrendo dores e muita dificuldade para se locomover. Enzo conta como foi sua vida com Denny, desde o dia em que foi comprado na fazendo até seus últimos momentos, todo sofrimento que ele e seu dono passam pela vida.
 O livro é narrado pelo próprio cachorro, mas não julgue o livro por isso, ele é bem mais adulto que Marley e Eu e muito mais emocionante, de certa forma, é um livro que nos faz chorar de emoção e rir de alegria.
 Enzo tem um tumor no cérebro e sabe disso, pois consegue sentir o cheiro da doença, mas não pode contar a ninguém, por não conseguir falar.
 O interessante do livro é que tanto Enzo como Denny são fãs de Ayrton Senna e ele é mencionado muitas vezes durante o livro, e para compor o personagem de Denny, o autor teve conversas com Viviane Senna, pesquisando a vida de Ayrton á fundo para criar um personagem bom e comovente.
A Arte de Correr na Chuva é uma tocante história de amor, dedicação, carinho e amizade, independente de tudo.





7 comentários:

  1. Owwm que fofinha a capa
    adorei o fato de ser narrado pelo próprio cachorro, deve ser muito interessante.
    Quero ler

    Abraços.
    www.lisz-tomania.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muitooooo bom mesmo, veja se encontra ele e leia. Não irá se arrepender.

      Excluir
  2. Normalmente não gosto muito de livros/filmes com protagonistas animais, mas esse parece ser da mesma linha de Marley e eu (eu mordendo a língua aqui, mas toda "regra" tem exceção certo?) e tão tocante quanto.
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é lindo. Achei mais profundo e interessante que Marley e Eu.

      Excluir
  3. Essa capa ja e linda por si só.Lendo sua resenha ja me pego emocionanda pois chorei muito lendo marley e eu.E parece ser uma historia muito legal.Foi pra minha lista de desejados.
    beijo

    http://melanciapink.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Markos.
    Eu já havia visto uma resenha desse livro, mas não citou que era o cachorro quem narrava a história *-* Tentei achar pra comprar, mas não tem mais ! Se emociona mais que Marley e Eu então realmente é bom *0*
    Beijo !
    descobrindolivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Este livro já está na minha lista de desejados há algum tempo.
    Ler sua resenha reavivou em mim a vontade de lê-lo.
    Vou ler.
    Sua resenha me emocionou. Imagino como vou me emocionar com o livro.
    Abraço!

    ResponderExcluir