Páginas

1 de dez de 2012

O livro Laranja Mecânica completa 50 anos



Anthony Burgess
De todos os livros escritos por Anthony Burgess, pouco mais de uma dezena, o único que saiu do anonimato foi o livro Laranja Mecânica, adaptado para o cinema por Stanley Kubrick, que completa 50 anos, com direção a uma reedição especial.
 O livro narra a história de Alex, líder de uma gangue que acaba preso e submetido a um tratamento de aversão à violência. Ele é tratado com remédios e desafia a terapia. Apesar de 'curado', logo retorna ao que era. Um dos pontos mais curiosos do livro é o dialeto falado por Alex e sua gangue, a linguagem Nadsat, criada por Burgess ao misturar inglês, russo e gírias.
Laranja Mecânica é um dos ícones literários da alienação pós-industrial que caracterizou o século 20 e que abordava mais uma possibilidade de forma de controle da sociedade, e para os leitores mais jovens de hoje, o livro continua bem atual.
 A densidade dos personagens, a crueldade de suas ações e o sistem de vigilância e punição desenvolvido pelo estado continuam atuais, é um literatura que mistura a dimensão critica com o suspense, que prende como um bom romance policial. O livro foi adaptado para o cinema em 1971, a estética futurista, as cenas fortes e violentas e a terapia da aversão marcaram os espectadores, isso gerou uma onda de violência na Inglaterra, levando o cineasta a pedir que algumas exibições fossem canceladas.

 Agora, no aniversário de 50 anos, a obra ganha uma edição especial com ilustrações feitas por Angeli, Dave McKean e pelo argentino Oscar Grillo, além de notas culturais, trechos restaurados, anotações originais e uma entrevista inédita com o autor.
 Com o sucesso do livro, o escritor foi questionado nos Estados Unidos e na Europa acerca do significado da obra, então resolveu comentar tudo em um artigo de 1973, com o nome de A Condição Mecânica'.
Neste artigo, Burgess explica boa parte da história de Laranja Mecânica, começando pelo nome:

 “A primeira vez que ouvi a expressão 'laranja mecânica' foi em um pub de Londres, antes da Segunda Guerra Mundial. É uma velha expressão londrina que implica uma estranheza, uma extravagância tão extrema que subverte a natureza, pois qual conceito seria mais bizarro quanto o de uma laranja mecânica?".

Capa da nova edição
Sobre o tema escolhido, uma forma de conter a delinquência juvenil, ele revela ter lido em algum lugar que curar a delinquência pela terapia da aversão seria um bom negócio, e revela que ficou espantado.

Você pode comprar o livro aqui, na Saraiva.

11 comentários:

  1. Esse definitivamente é um dos livros que eu mais tenho vontade de ler. Bom saber que tem uma nova edição, isso me anima ainda mais! :)

    Beijinhos!

    http://vitoriaeseudiario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é fascinante, bem carregado e cheio de revoltas.
      Bjão!

      Excluir
  2. Queria tanto ler esse livro, pena que nunca tive oportunidade ):

    Larissa,
    http://garotameiosangue.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Esse livro ainda não li mas conhecia um professor meu falava bastante dele.
    Já vi um filme se não me engano com esse mesmo título, não lembro se é algo relacionado ao livro.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim Mari, comentei do filme na matéria.
      O filme é baseado no livro mesmo, com uns toques diferentes que fazem muita diferença, pra melhor.

      Excluir
  4. Nossa muita gente fala desse livro! preciso ler rapidamente!! *.*
    Bjos e bom domingo Markos

    Samantha
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Me sinto uma anormal por nunca ter lido esse livro huhu
    mas tenho muita vontade e curiosidade :D

    beijos da Mari
    www.amostradelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Gente este livro pode ser chamado de clássico, e eu nunca li. Vou tentar colocar na meta de 2013. Bom domingo amigo!

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é clássico sim Cida, o filme é igual.

      Bjão!

      Excluir
  7. O filme é uma obra de arte das mais entorpecentes e já tem mais de 40 anos!

    A parte mais complicada na leitura é a linguagem, mas graças ao bom senso tem um glossário, rs

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças á Deus tem mesmo, porque seria difícil ler certas partes com uma língua inventada pelos personagens e tudo mais.

      Excluir