Páginas

25 de fev de 2013

Resenha: O Príncipe da Névoa, de Carlos Ruiz Zafón

Edição: 1
Editora: Suma de Letras
Ano: 2013
Páginas: 184

Autor: Carlos Ruiz Zafón

SinopseA nova casa dos Carver é cercada por mistério. Ela ainda respira o espírito de Jacob, filho dos ex-proprietários, que se afogou. As estranhas circunstâncias de sua morte só começam a se esclarecer com o aparecimento de um personagem do mal - o Príncipe da Névoa, capaz de conceder qualquer desejo de uma pessoa, a um alto preço.







Resenha: Por Deus, este é um dos melhores livros que li na minha vida.

O Príncipe da Névoa apresenta uma história totalmente diferente de todas as outras de Zafón, que mais uma vez surpreende como ninguém. Neste livro conhecemos Max Carver, filho de um relojoeiro que se muda com sua família para um casa na praia, tentando fugir da guerra.
 Na nova cidade, Max conhece Roland, que logo gosta de sua irmã, Alicia, que também gosta de Roland logo de cara. Max começa a sair para conhecer melhor sua nova moradia e logo descobre estátuas estranhas a assombrosas. A casa onde moram agora pertencia a um homem que se mudou com sua mulher, em busca de paz e sossego, mas durou pouco, pois este homem, o Sr. Fleishman tinha um pacto com um homem perigoso, chamado Cain, que retorna para pegar sua divida e que muito lembra Rumpelstiltskin, da série Once Upon a Time. Poderia até dizer que Rumpelstiltskin foi inspirado no Príncipe da Névoa.
 Max, Roland e Alicia se envolvem fortemente nesta história e descobrem tudo que esta por trás da casa, de um barco naufragado, do avô de Roland e das estatuas e não gostam do que acabam por descobrir.
 O livro possui um final trágico, mas desperta nosso interesse da primeira até a ultima página, como nem outro livro seria capaz de fazer. Zafón apresenta personagens envolventes, bem construídos que nos conquistam de imediato e nos deixa com um gosto de querer muito mais.


 Sou um grande fã do escritor, sou até suspeito para falar, mas Zafón é o melhor escritor do mundo atualmente.




8 comentários:

  1. Oie :)

    Nossa eu preciso ler algo do Zafón urgentemente , todo mundo fala super bem dele é o que você disse sobre o melhor escritor do mundo no momento O.O kkkkkkk , abraços !!

    euvivolendo.blogspot.com ( comenta lá :D )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião, ele é um dos melhores da atualidade.
      E esse livro é excelente, é fantástico.

      Excluir
  2. Aiiiiii...para tudo!! Eu não acredito que você já leu esse livro.
    Nossa!!! Assim como vc sou vidrada no Zafón. Realmente pra mim ele é o melhor escritor do mundo atualmente. Faço minha as suas palavras.
    Sua resenha já me deixou mega curiosa.
    Amei...e quando eu ler te conto o que achei.
    Bjsss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conte mesmo Kelly, porque esse livro é praticamente impossível de se largar.
      Quero saber o que achou quando ler, tenho certeza que vai adorar.

      Bjão!

      Excluir
  3. Não conhecia esse livro
    Mas parece que é bom
    Fiquei bem interessada

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um conselho? Leia!
      O livro é demais, um dos melhores que li.

      Excluir
  4. Muito boa resenha, deu vontade de lê-lo.

    Abraços e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Igor, você vai gostar do livro sim.

      :)

      Excluir